07/04/2012 - GRAVE ADVERTÊNCIA

Os homens de Nínive se levantarão no Dia do Juízo com esta geração e a condenarão; pois se converteram com a pregação de Jonas; e eis aqui está quem é maior do que Jonas.

Lucas 11.32

Nínive, capital da assíria, aparentemente era difícil de se dobrar diante do Senhor. Seus habitantes eram bárbaros e, por isso, não tinham respeito pelas pessoas, tampouco temor ao único e verdadeiro Deus. No entanto, a unção que estava sobre Jonas fez com que eles fossem sensíveis à voz do profeta de Deus. A lição que fica é que, quando Deus opera, não há quem possa impedi-lO (Is 43.13).

Não devemos escolher onde pregar. Lugares prósperos podem ser agradáveis a quem vive na carne; pessoas bonitas, bem vestidas e educadas fazem bem aos que não vivem em Espírito. Contudo, o homem de Deus deve seguir as orientações do Senhor, e não os clamores da carne apodrecida – desta quem gosta são os urubus. O coração que é dirigido pelo Altíssimo não escolhe o local nem a quem ministrar a Palavra; a escolha deve ser do Senhor.

Observei muitas vezes, em meu ministério, que é mais fácil ganhar para Jesus os maiores pecadores do que os religiosos. Estes se escondem atrás de rituais, preceitos inventados pelos homens e outras práticas; já os que vivem no erro, quando são colocados debaixo da convicção do Espírito Santo, desesperam-se, pois sabem o que lhes poderá acontecer se, como os náufragos, não agarrarem a tábua que lhes é atirada.

Jonas temeu porque deixou o diabo falar das coisas negativas. O mesmo ocorre com qualquer pessoa que tirar os olhos do que Deus declara. A verdade é que o Senhor jamais nos dirigiria a fazer algo que Ele já não tivesse preparado. Nem sempre Ele precisa de mártires, porém há casos em que sim. Quando se fala em missões, o demônio logo vem convencer aquele que foi chamado de que poderá perder a vida em tal empreitada.

Todo enviado de Deus possui a virtude do Altíssimo sobre si. Jonas não sabia disso, por isso fugiu, foi engolido pelo grande peixe e quase perdeu a vida. Quando resolveu obedecer à ordem divina, percebeu que os assírios não eram diferentes das demais pessoas do mundo. Na verdade, quando Deus opera, a obra é facílima de ser realizada. 

É importante não mudar o foco da mensagem nem a maneira de executar a missão; basta seguir o exemplo do Senhor, e a obra será feita com sucesso. Afinal, o verdadeiro enviado de Deus sempre falará de acordo com as Escrituras.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares