02/05/2012 - MAUS E ADÚLTEROS

Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado, senão o sinal do profeta Jonas. E, deixando-os, retirou-se.

Mateus 16.4

No mundo espiritual, o conceito dos perdidos é de filhos do diabo (1 Jo 3.10). Tais pessoas não têm seus pedidos atendidos, pois, desde a queda de Adão no jardim do Éden, continuam impossibilitadas de ter comunhão com o Criador e, sob o jugo inimigo, sofrem o ódio desse ser repugnante. De fato, a morte espiritual é real e leva os perdidos a se separarem de Deus.

A razão de o não convertido ser mau se dá por sua natureza, que foi corrompida com a entrada do pecado no mundo. Além disso, ele se tornou adúltero, pois deixou sua comunhão com a Luz e passou a ser dirigido pelos espíritos das trevas. Por outro lado, os que provam o novo nascimento se tornam bons e confiáveis, e ainda têm a seu dispor todos os sinais de que necessitam. Ao nascer de novo, o homem tem seu espírito recriado pelo Senhor, mas, enquanto esse novo nascimento não ocorre, a pessoa está separada do Altíssimo, mesmo que seja bem-intencionada.

Se todos entendessem o que se ganha com o novo nascimento, procurariam viver essa experiência, porque, com ela, a separação entre eles e Deus é desfeita, e eles são tratados como filhos. Os erros cometidos são perdoados, e o indivíduo que os praticava já não mais existe; agora é novo, recriado para ser um servo da justiça divina. Portanto, por ter-se tornado filho do Altíssimo, não mais é considerado inimigo ou mesmo excluído de tudo o que o Pai possui. Isso significa que, se precisar de algum sinal, pode pedir ao Senhor, pois será atendido (1 Jo 3.2). Os que nasceram de novo crucificaram a carne e não mais vivem nas imundas paixões (Gl 5.24). Agora, como filhos de Deus inculpáveis, podem ser executores da justiça divina, usando tão somente a fé em Nome de Jesus.

Por que continuar membro de uma geração má e adúltera, a qual está excluída da presença divina? O Dia chegará, e os que estiverem nesse estágio serão lançados no fogo eterno, o qual foi preparado para o diabo e seus anjos (Mt 25.41). Se você ainda não aceitou Jesus como seu Salvador, não O deixe retirar-Se da sua vida – como aconteceu com aquela geração má –, pois ser abandonado por Ele é morte que jamais terá fim.

Um destino bem diferente aguarda os salvos: jamais serão deixados ou abandonados; ao contrário, irão para o Céu e lá ficarão ao lado de Jesus para sempre (Dn 7.18). Porém, enquanto esse Dia não chega, eles têm a garantia de viver ao lado do Salvador. De fato, os filhos de Deus jamais serão deixados ou abandonados.
Amigo leitor, vale a pena entregar sua vida ao Senhor. Por que não o faz agora mesmo?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares