23/10/2012 - RECONCILIADOS COM DEUS

Porque, se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.

Romanos 5.10

Esta Palavra inclui uma série de benefícios que conquistamos com a morte do Senhor Jesus por nós no Calvário. Qualquer pessoa, independentemente da religião que tenha professado até conhecer a Verdade, está convidada a participar do banquete de bênçãos que Deus preparou com a morte do Seu filho. Assim, quem aceita esse convite passa a desfrutar de tudo o que foi feito em favor da humanidade (Dt 28.2)

Em Adão, fomos excluídos da presença do Senhor, mas, em Jesus, fomos reconciliados, de modo que, para quem está em Cristo – e não está em pecado –, não há nenhuma condenação (Rm 8.1). Essa pessoa se tornou justiça divina. Então, de derrotada, serva do pecado, dominada por paixões e mentiras, ela passou a servir ao Deus verdadeiro. Com isso, tornou-se alguém mais que vencedor (v. 37), e as forças das trevas passaram a respeitá-lo.

Jamais imite os religiosos, os quais, por não sentirem a segurança que os salvos têm em Cristo, passam horas chorando diante de imagens. Ora, quem foi liberto pelo Filho verdadeiramente está livre, e aceitar Cristo é uma simples decisão que muda radicalmente o futuro de quem a toma. Passando a estar nEle, você não terá impedimento algum para participar de tudo que o Deus de amor e paz já lhe preparou.   

Por estarmos reconciliados, temos direito de usufruir de tudo o que o Senhor fez na Sua morte e ressurreição e podemos adorá-Lo na beleza da Sua santidade (Sl 29.2). Além disso, com Deus, somos capazes de enfrentar o inimigo e vencer o mal todas as vezes que este se levantar contra nós. Diante dessas prerrogativas, a melhor decisão que alguém toma é receber Jesus como seu Senhor.

O sangue de Cristo, derramado em nosso favor no Calvário, limpou-nos de toda injustiça, de modo que, agora, somos inocentados do que fizemos quando vivíamos sob o império das trevas. Ele cravou na cruz a cédula que era contra nós (Cl 2.4) e, assim, libertou-nos completamente de toda escravidão. Não viva mais na incerteza do amanhã, mas passe agora a desfrutar da paz celestial. Creia: tudo já foi preparado e está à sua espera. 

Ainda não se manifestou tudo o que seremos, mas, quando o Senhor Se manifestar, seremos semelhantes a Ele (1 Jo 3.2). Muitas bênçãos estão preparadas para nós; portanto, seja sábio e não perca nenhuma delas. Se ainda não abriu o seu coração para Jesus, por que não toma agora a decisão de recebê-Lo como seu Salvador? Com essa atitude, o império das trevas não mais o dominará.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares