06/04/2013 - O QUE DEUS DIZ SEMPRE ACONTECERÁ

E aconteceu que, acabando ele de falar todas estas palavras, a terra que estava debaixo deles se fendeu.

Números 16.31

Há pessoas que brincam com as decisões do Altíssimo Deus. Ora, o que Ele diz sempre acontecerá, e deixar de dar atenção à Sua Palavra é a maior estupidez que alguém pode cometer. O Senhor não deixará jamais de honrar os que O honram, de cumprir o que disse a respeito de Sua obra. Por isso, sempre esteja pronto para aprender o que Ele fala e, ao mesmo tempo, preparado para entrar diante dEle e pedir Seu juízo.

Corá, Datã e Abirão se deixaram levar pelo demônio e enfrentaram o homem de Deus. Na verdade, fizeram pouco caso da presença divina e, em um ato insano, tentaram depor os escolhidos pelo Senhor. Na minha caminhada de fé, já vi isso ocorrer muitas vezes e, em todas, os rebeldes não lograram sucesso. Mas, infelizmente, a escola da rebeldia ainda é procurada por muitos que não temem o Altíssimo.

Quem se deixa dominar pelo espírito do erro fica firme na sua posição maligna e, por causa da sua estupidez, não acorda para o fato de que pagará um alto preço. Após orar ao Senhor e receber a direção do que seria feito, Moisés ainda foi procurar os líderes rebeldes, como se lhes desse uma última oportunidade. No entanto, eles não admitiram recuar e, por isso, o homem de Deus pediu ao povo que se afastasse deles.

Como não ouviram Moisés e os anciãos do povo, o servo de Deus pediu a todos que se desviassem das tendas daqueles homens perversos. Ele ainda advertiu que não tocassem em nada que era deles, para que não fossem arrebatados nos seus pecados. O povo atendeu, mas os revoltosos não quiseram recuar de suas decisões e ainda se puseram na frente das suas tendas, com suas mulheres, filhos e crianças.

Moisés disse ao povo que a morte deles seria diferente. Se a terra não abrisse e não os engolisse vivos, ele não era enviado de Deus. No instante em que acabou de falar, houve um tremendo terremoto que abriu a terra e engoliu os rebeldes, com seus filhos e suas famílias. Nada disso teria acontecido se tivessem temido o Senhor. Os que se deixam levar pelo espírito da rebelião não terão um bom futuro.

Dá para tremer quando vejo alguém se sublevar contra as decisões soberanas de Deus. Por que isso acontece? Por que há pessoas que preferem andar no erro a aceitar o plano divino? A paciência divina tem limite, e, um dia, o Senhor dirá: “Basta, chega de fazer frente à minha vontade”. Então, em que essas pessoas se apoiarão? Não fique do lado de quem se rebela contra a vontade do soberano Deus.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares