03/05/2013 - A RECOMPENSA DOS TRANSGRESSORES

Pelo que sucedeu, no ano quinto do rei Roboão, que Sisaque, rei do Egito, subiu contra Jerusalém (porque tinham transgredido contra o SENHOR).

2 Crônicas 12.2

O exemplo que Roboão teve de Salomão, seu pai, nos últimos dias, não foi bom. O homem mais sábio entre os mortais sabia dos mandamentos, mas se rebelou contra a ordem divina de que os filhos de Israel não se casassem nem dessem em casamento seus filhos a outros povos. Além de ter exagerado no número de esposas, 700 e mais 300 concubinas, Salomão deixou que elas o levassem à idolatria. Desse modo, Roboão não podia fazer do pai seu exemplo.

Roboão não conseguiu ver os dias de glória de Davi, seu avô, pois, quando este morreu, aquele tinha apenas um ano de idade. No entanto, ele deve ter ouvido falar dos feitos do avô e de seu amor à Palavra do Senhor. No entanto, Roboão era tenro de entendimento; assim, se tivesse optado por seguir o exemplo de Davi, teria feito um bom governo. Diferente de Roboão, faça dos registros bíblicos uma lição muito preciosa para você e sua família.

A transgressão de Roboão contra o Senhor foi a causa de Deus ter permitido que o rei do Egito fosse a Judá. Ele não contava com isso, como nenhuma pessoa que se deixa levar pelo erro conta com o preço que pagará. Muitos se consideram especiais e não cumprem o que a lei dos homens e a de Deus dizem, e, ao serem flagrados, o desespero toma conta deles. É bom observar que não há previsão nas Escrituras quanto à “prescrição” para pecados.

Sisaque, o rei do Egito, foi impiedoso; ele levou os tesouros da casa de Deus e os da casa do rei (2 Cr 12.9). Satanás continua o mesmo. Se você ficar nas mãos dele, ele levará do seu coração – a casa de Deus – os tesouros que ali existem. De uma hora para outra, você já não se lembra do que o Pai lhe deu nem crê nisso. Esse perverso “rei” tirará da sua mente as lições da vida que aprendeu, e você ficará sem saber o que fazer nos momentos de apuros.

Se tiver transgredido contra o Senhor, busque reconciliar-se com Ele. Sem o perdão para seus erros e uma mudança radical de vida, você será visitado pelo rei da maldade. Quando o “imperador” vier, ele será impiedoso: levará o que de bom houver e deixará o que de ruim ele possui. Definitivamente, não compensa estar em uma posição na qual o maligno pode atacá-lo. Este, portanto, é o seu momento de tomar a mais importante decisão.

A vergonha de Roboão era diária. Sem os escudos de ouro, seus guardas usavam os de cobre (2 Cr 12.10). Ao ver aquilo, o coração do rei de Judá devia chorar pela vergonha que passava. Não adianta remediar as coisas, pois o bom é que conta. Só há um jeito de você ver dias bons e desfrutar do bem: temer o Altíssimo. A partir de agora, não se deixe levar pelo maligno, mas seja um servo de Deus. O Senhor guarda e abençoa os que são dEle (Sl 121.4).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares