02/08/2013 - CONSELHOS PARA EVITAR LAÇOS

Não acompanhes o iracundo, nem andes com o homem colérico, para que não aprendas as suas veredas e tomes um laço para a tua alma.

Provérbios 22.24,25

Por se interessar pelo bem de Seus filhos, o Senhor colocou nas Escrituras várias advertências, que, se acatadas, irão livrar-nos de muitos dissabores. Uma delas se encontra nos dois versículos deste nosso estudo. O autor fala claramente sobre o iracundo (aquele que vive sempre irado) e o colérico (pessoa indignada com tudo), que não nos servem como exemplo. Na verdade, bom mesmo é ser companheiro de Jesus.

Segundo o Altíssimo, se você acompanhar o iracundo, agirá de forma errônea, tendo em vista que a maneira de viver desse indivíduo não é boa, tampouco aconselhável para as pessoas de bem. Mais cedo ou mais tarde, ele se envolverá em encrencas, podendo, inclusive, arrastá-lo junto. Além disso, o espírito que o impulsiona a viver desse jeito pode passar a dominá-lo também, e isso, sem dúvida, não será bom para você, como não o é para ninguém.

O colérico também está fora da direção divina; por isso, pode causar-lhe grandes prejuízos. Na verdade, qualquer pessoa que não está sob a direção do Senhor é um perigo em potencial, pois o diabo, que tem domínio sobre essa vida, sabendo que você é servo do Altíssimo, no mínimo, vai abrir seus olhos para a “sabedoria” de tal pessoa. Dessa forma, é possível que você queira imitar os passos dela.

As veredas dos que andam segundo o curso deste mundo não são boas. Se forem aprendidas, elas irão prejudicá-lo sobremaneira nesta vida, e, dependendo do que lhe aconteça, pode ser um dano eterno. Somos um povo que devemos habitar a sós; não nos podemos deixar levar por nenhum dos enganos do inimigo e, com isso, tropeçarmos nas teias da infelicidade.

Agir fora da direção da Palavra torna-se um laço para a nossa alma. Na menor das hipóteses, depois que uma pessoa cair em um laço, ficará algum trauma que irá acompanhá-la pelo resto da vida. Como um abismo chama outro abismo (Sl 42.7), o demônio que vence o cristão (quando este imita o iracundo e/ou o colérico) chamará seus colegas, alguns até mais perigosos do que ele, para dominar a alma dessa pessoa e fazer dela um escravo de Satanás.

No entanto, a verdade é que temos Jesus como nosso Exemplo. Com Ele, não teremos sofrimento; no entanto, longe dEle, jamais conheceremos a felicidade. Mas por que deixar o Manancial de águas vivas (Jr 2.13) e ir atrás das mentiras de Satanás? Com Cristo, não há a menor possibilidade de cairmos nas mãos dos espíritos malignos.

Ore para que os maus exemplos sempre fiquem longe de sua vida, pois, dessa forma, você estará fora do campo de ação dos demônios, que já venceram essas pessoas e, certamente, vencerão aquelas que se afeiçoam ao que os perdidos e escravizados pelo maligno fazem.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares