15/12/2013 - ADORAÇÃO CONTÍNUA

Este povo honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.

Mateus 15.8,9

O homem precisa adorar a Deus para o seu próprio benefício. Todo o nosso ser deve estar envolvido na adoração ao Senhor, a qual deve ser feita em espírito e em verdade, pois o Pai procura pessoas que ajam assim (Jo 4.24). É Ele quem dá as condições para que possamos adorá-Lo; portanto, por mais lindas que as palavras sejam, se não vierem do Senhor, serão pura perda de tempo, pois qualquer ato nosso, sem a unção divina, não é aceito por Ele (1 Cr 29.14b).

Se não experimentamos a presença de Deus em casa, no trabalho, na escola ou em qualquer outro lugar, não a vivenciaremos na Igreja. Então, podemos concluir, sem medo de errar, que, ao agirmos assim, não estamos firmes na fé em Jesus. O Altíssimo está em todas as partes e Se dá a conhecer a todo aquele que se dispõe a fazer Sua vontade. Honrar a Deus só com os lábios não traz benefícios e, em alguns casos, pode até atrair a ira divina.

Em minha juventude, eu me esforçava para estar na presença do Pai; inclusive, pagaria qualquer preço para fazer isso. Quando orava, não queria que aquele momento acabasse. Naquele tempo, trabalhava com confecções e, semanalmente, ia a São Paulo para comprar material. Nas paradas de ônibus, o motorista determinava um tempo de intervalo até a próxima partida, e, em vez de ir comer, eu me afastava do local e orava durante aquele período.

Quem deseja aprender a orar deve começar a se exercitar o mais rápido possível. No início, a oração pode começar de modo tímido, mas logo se tornará um hábito. Podemos dizer que a adoração também é como a luz da aurora, a qual vai brilhando mais e mais, até se tornar dia perfeito (Pv 4.18). Depois que a pessoa sente a presença divina, fica com saudades de senti-la de novo; para tanto, basta começar a buscar novamente, e logo estará em comunhão.
Uma das melhores formas de adoração é honrar o Senhor.

Aqueles que estão sempre com palavras bonitas no coração, mas não fogem do pecado, não serão admitidos como adoradores do Pai. Apenas os que o fazem em espírito e em verdade conseguem, de fato, ser admitidos como tais. Os que honram o Pai em tudo e por Ele são capazes de perder qualquer coisa desfrutarão do privilégio de adorar o Altíssimo.

Devemos adorar o Senhor por tudo o que Ele é, e as nossas palavras têm de exprimir o que se passa em nosso coração. Se, diante de uma proposta indecorosa, nós nos deixamos levar pela mentira do diabo, quando estivermos no meio do povo de Deus e todos estiverem adorando-O, nada sentiremos. É de fundamental importância honrar o Pai celeste.

Aprenda a viver como servo do Altíssimo. Por que se deixar corromper pelo espírito do engano? Se for necessário, perca qualquer coisa para não comprometer a sua salvação. O que Deus tem preparado para os Seus não deixará de se cumprir, se eles não se corromperem nos enganos de Satanás. Que você seja achado como verdadeiro adorador é a minha oração!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares