19/01/2014 - DUAS COISAS QUE DEUS SABE FAZER

Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos e reservar os injustos para o Dia de Juízo, para serem castigados.

2 Pedro 2.9

O apóstolo Pedro destaca, nesse versículo, que o Senhor sabe fazer duas coisas. Mas, sem dúvida, Ele sabe realizar tudo. Porém, esse modo de falar demonstra que o Altíssimo já decidiu executar o que consta nesse texto; por isso, Ele não Se furtará de cumprir o que tem determinado. Entretanto, as pessoas que não acreditam ou não se importam com a declaração bíblica haverão de sofrer os ataques do inimigo, pois suas atitudes as impedirão de serem poupadas da agressão do Inferno.

Para o apóstolo, Deus sabe livrar os piedosos da tentação, um processo muito bem elaborado pelo mal, no qual o servo do Altíssimo praticamente se perde. Em alguns casos, ele entra de tal maneira em um redemoinho, que o mal lhe parece ser a melhor opção. Os demônios tentam convencê-lo a pensar no que é proibido, e ele não vê saída. Portanto, os salvos que estão sob tentação precisam das orações dos demais membros do Corpo de Cristo.

Ninguém é tentado por ser mau, mas, sim, por ser bom. Na tentação, o diabo faz um esforço tremendo para mostrar ao filho de Deus que as circunstâncias não são bem como o Senhor disse; que não haverá punição se ele aceitar um pouco das ofertas malignas, ou isso lhe fará bem. Sob a tentação, a pessoa se vê como vítima e encontra razão para ser infiel, desonesta ou má. Afinal, o diabo já agiu na outra ponta, e, por isso, muitos caem no seu “conto”.

A única maneira de se livrar de uma tentação é entrar em oração e ser honesto com o Senhor, confessando o seu envolvimento e pedindo de coração que Ele o livre daquela situação. Quem for sincero em seu clamor será atendido, mas os que se deixarem levar pelas mentiras do diabo, mesmo fingindo que não as querem, quando, na verdade, estão gostando das ofertas das trevas, não serão respondidos. Por isso, seja sempre sincero com Deus.

A outra coisa que o Altíssimo sabe fazer muito bem é reservar os injustos para o Dia do Juízo. Nesse dia, não haverá misericórdia. Quem for a Juízo receberá a sua condenação, a qual será eterna. Pelo que o apóstolo escreveu, ninguém conseguirá se esconder do Senhor, pois Ele sabe reservar todos os amantes da injustiça para o sofrimento, o qual irá castigá-los eternamente. Mas por que ser injusto e sofrer a pena eterna?

Os injustos foram ensinados a praticar o bem e tiveram conhecimento da vontade divina, mas não fizeram o que lhes foi mandado. Ora, é muito sério a pessoa ser orientada pelo Altíssimo e deixar-se levar pelas mentiras do inimigo, pois não há injustiça maior do que desprezar o que lhe foi dito. Veja se você não se enquadra nesse grupo, pois, se você sabe o que o Senhor lhe ordenou a fazer e não o faz, o seu prejuízo será grande.

Por que trocar a felicidade eterna pelo sofrimento que nunca terá fim? Será que vale a pena tomar essa decisão? Não seria melhor andar de cabeça erguida, sabendo que você nunca se sentirá culpado, já que nunca fez mal a ninguém nem deixou de praticar o bem? Neutralidade não existe, pois age mal quem sabe fazer o bem, mas não o faz.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares