21/04/2014 - O VEXAME TROUXE LOUVOR

E foi isto notório a todos os que habitavam em Éfeso, tanto judeus como gregos; e caiu temor sobre todos eles, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido.

Atos 19.17

Nos dias do ministério do apóstolo Paulo, uns filhos do sumo sacerdote judeu, que eram exorcistas ambulantes, tentaram expulsar o demônio que possuía um homem, invocando o Nome de Jesus, a quem Paulo pregava. No entanto, o espírito mau virou-se para eles, dizendo que conhecia Jesus e sabia quem era Paulo, mas, quanto a eles, perguntou-lhes quem eram e, saltando sobre dois, subjugou-os, e estes fugiram nus.

É certo expulsar demônios em o Nome de Jesus, mas é preciso que a pessoa que se propõe a fazer isso seja verdadeiramente serva de Deus e esteja em comunhão com Ele. Aqueles que vivem na carne e desprezam a Palavra enviada pelo Altíssimo, quando precisarem exercer autoridade no Nome de Jesus, verão que de nada adianta invocar esse Santo Nome, pois não terão direito a isso. Somente os que creem e estão na presença do Senhor têm essa prerrogativa.

Com a derrota dos filhos de Ceva, um temor santo caiu sobre todos. Em nossos dias, algo parecido tem ocorrido com muitos que se deixam levar pelo pecado, não respeitando os divinos preceitos. Quando essas pessoas precisam libertar alguém de uma possessão espiritual, são envergonhadas. Já vi isso ocorrer algumas vezes e, por isso, aconselho os que não têm juízo que se consagrem ao Senhor, ou serão humilhados.

Não temos de enfrentar os que se dão a realizar a obra de Deus por motivo torpe, apesar de ser isso repugnante, levando-os ao Tribunal e pedindo que a lei faça algo para que parem com suas más ações. A Palavra garante que os que usam de fraude não ficarão para sempre na casa de Deus (Sl 101.7). Em qualquer caso que não nos soa bem, devemos orar e colocar o assunto diante do Senhor, o qual fará o que sabe ser o certo e definitivo.

Aqueles filhos do sumo sacerdote deveriam estar obtendo algum sucesso, pois nem sempre é realmente um demônio que possui algumas pessoas, mas algo que chamamos de carmônio – mistura de carne e demônio. Quando a paciência de Deus esgotou, Ele permitiu que fossem envergonhados, mostrando a farsa daqueles sete irmãos. O resultado foi que caiu um temor sobre todos, e o Nome de Jesus foi engrandecido.

Somente as pessoas que pregam e vivem a Verdade continuarão de pé. Quando o inimigo se insurgir contra quem está aproveitando a ocasião para usá-lo, ele envergonhará tal pessoa no meio de todos. O diabo não gosta nem de quem age como ele, que é mau caráter ou se dá à prática de prostituição e desonestidade. Agora, ele jamais pode tirar um homem de Deus da sua posição espiritual, se este estiver firme na fé.

Paulo aproveitou o que Deus fazia por suas mãos e, em pouco tempo, evangelizou toda a Ásia Menor, indo de casa em casa e publicamente. O resultado foi que milhares de pessoas experimentaram o novo nascimento, e, então, em um abrir e fechar de olhos, todos aqueles que praticavam artes mágicas deixaram o erro e se converteram ao Senhor.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares