25/01/2015 - NÃO SOUBERAM SERVIR A DEUS

Porque eles nem no seu reino, nem na muita abundância de bens que lhes deste, nem na terra espaçosa e gorda que puseste diante deles te serviram, nem se converteram de suas más obras.

Neemias 9.35

Estamos vivendo uma época perigosa, na qual a nação está enriquecendo. Com isso, muitas pessoas não veem que o inimigo e o mundanismo estão tomando conta de suas vidas. O povo de Judá passou pelo mesmo problema, que o fez cair nas ciladas do inimigo e ser levado ao cativeiro. O fato é que eles não souberam gerenciar a prosperidade. O reino de Israel e o de Judá prosperaram e deixaram o Senhor para adorar os “deuses” dos povos ao derredor.

Infelizmente, Mamom tem influenciado muitos salvos. Se não despertarem, em pouco tempo, já não haverá neles nada que os diferencie dos perdidos. A riqueza sem controle conduz a outros pecados e, depois, o que vem é morte espiritual. Não adianta ter uma aparência de piedade e creditar a Deus o sucesso obtido, mas negar a Ele o senhorio de sua vida. Os que se tornarem adoradores do deus da riqueza cairão nas mãos dos falsos deuses.

A queda ocorre deste modo: depois de Mamom, virão Eros e demais demônios da carne para levarem os seus seguidores às mais baixas práticas imorais. Quando chegar a hora da partida desta vida, tais escravos da luxúria constatarão que o destino reservado a eles não é o Céu, e sim o Inferno. A exemplo de Neemias, é preciso orar, confessar e abandonar o pecado, o qual é a causa de tantos cristãos estarem vivendo verdadeiro inferno. 

Agora, estando de volta à Terra da Promessa, será que tinham aprendido a lição? Parecia que sim, mas a verdade provou o contrário. Em pouco tempo, eles já estavam casando-se com pessoas que serviam aos deuses das nações, emprestando com usura e cometendo os mesmos pecados de seus antecessores. Só mesmo quem está firme na Rocha, servindo ao Pai de todo o coração, é capaz de não se dobrar ao diabo.

Quando a alma se satisfaz com os bens deste mundo, já está vendida ao demônio do erro. Com isso, a pessoa jamais perceberá que perdeu o caminho dos Céus. A falta de temor impede que a luz brilhe nos corações, e o apego ao prazer mundano afasta os mais consagrados cristãos da presença do Senhor. Muitos não percebem que escolheram o caminho do pecado e não voltam para a fé real e pura.

Deus nos dá abundância para realizarmos melhor a Sua obra; porém, para muitos, o que vem às suas mãos destina-se a ser gasto nos desejos carnais. Assim, paralisam a manifestação do poder do Altíssimo, deixando de usufruir o melhor que lhes foi planejado. No entanto, quem mantém a visão da evangelização renova a sua fé e esperança a cada dia. Deixar de servir a Deus é grande insensatez. Aquele que fizer isso se perderá eternamente, bem como sua família trilhará a estrada do erro.

O alvo deve ser cumprir o plano divino, o qual custou o sacrifício de Jesus. É importante reconhecer que transgrediu e se converter das más obras. Então, quando, um dia, alguém falar de você, dirá que você soube servir ao Senhor.

Em Cristo, com amor.

R. R. Soares