07/05/2015 - AS ORIGENS DOS SEUS DIREITOS

Estas são as origens dos céus e da terra, quando foram criados; no dia em que o SENHOR Deus fez a terra e os céus.

Gênesis 2.4

Todos devem aprender a origem dos seus direitos em Cristo e viver bem, pois, ao saberem como surgiram, terão base para reivindicá-los. É bom fazer um estudo das situações em que as promessas foram dadas, do preço pago para que fôssemos feitos filhos de Deus. Assumir a bênção é bom, mas, se você fizer isso ciente do sacrifício de Jesus para que você a recebesse, a obra será maior.

Veja, por exemplo, como o direito de desfrutar saúde foi providenciado. Não foi um decreto dado por Deus que nos garantiu a bênção de sermos curados de qualquer enfermidade. Essa conquista é fruto da obra redentora de Cristo, ao entregar-Se por nós no Calvário. Cada chicotada que Ele recebeu feriu profundamente Seu corpo, e nessas feridas foram depositadas as nossas doenças. Por isso, a cura pertence ao que crê na morte expiatória do Messias e a reivindica.

Da mesma forma, viver longe do pecado e do alcance do diabo é uma prerrogativa de quem crê que o Filho de Deus levou os seus pecados e lhe deu nova vida. Todas as suas transgressões foram sofridas pelo Salvador. Quando você confessa os seus erros ao Pai e a quem tem ofendido, torna-se completamente livre deles e pronto para desfrutar da justificação eterna.

Para usufruir da prosperidade, é necessário aprender a paralisar a ação do inimigo sobre a sua vida, sendo fiel nos dízimos e nas ofertas. Não caia na mentira que alguns, ainda que bem-intencionados, espalham, dizendo que esses institutos são do Antigo Testamento, pois a Bíblia é clara ao falar sobre eles (Mt 23.23; Hb 7.8; 2 Co 9). A evangelização da nossa geração será feita com o uso de bilhões de reais. Porém, os que contribuírem ceifarão muito mais (Gl 6.7).

Todo salvo pode usar o Nome de Jesus para repreender as ações do diabo e, desse modo, livrar-se dessas obras más. Mas, se alguém se calar, o inimigo invadirá sua vida com tentações e sofrimentos. Jesus repreendeu até Pedro quando este se deixou ser usado por Satanás (Mt 16.23). O Mestre nos deu o exemplo para fazermos a obra corretamente. Do contrário, oraremos pedindo libertação, e nada receberemos.

Para desfrutar da paz, basta crer, porque Jesus nos deu a dEle. Portanto, assuma-a, pois, segundo as palavras do Senhor, ela está à sua disposição (Jo 14.27). Não é pequeno o número de crentes que vive desesperado, pedindo que lhes seja dado um pouco de paz – solução para os seus problemas. Ora, não é necessário pedir algo que já foi dado. Confie e desfrute desse presente.

Subir com os remidos do Senhor é algo que todo salvo deve almejar de todo o coração. Os que fazem a vontade divina não serão confundidos na Sua vinda, pois são preciosos aos olhos do Altíssimo. Procure conhecer as origens de tudo o que Deus fez. Assim, você conseguirá uma fé maior e mais robusta. Aquele que crê não será confundido na Sua vinda.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares