04/08/2015 - PASSOS DA LIBERTAÇÃO

Livra-me na tua justiça e faze que eu escape; inclina os teus ouvidos para mim e salva-me. 

Salmo 71.2

Quem obtém livramento na justiça do Senhor nunca passa vergonha. Ainda que tenha se excedido em obedecer ao demônio, a graça divina lhe dá uma condição digna de não mais se sentir incapacitado para fazer o que o Altíssimo ordena. Essa justiça é maior do que todas as suas transgressões; por isso, você pode obter o perdão e agir como se jamais tivesse pecado.

Toda obra feita na justiça de Deus não precisa receber acréscimos nem ser melhorada. Saiba que você desagradará ao Senhor se deixar o demônio dar o palpite dele. Seja qual for o pecado praticado, que o tenha feito ficar sob o governo do inimigo, deve ser confessado. Assim, você será inocentado pelo Altíssimo e não dará a mínima importância à condenação imposta pelo maligno.

Além de pedir o seu livramento, faça algo mais: peça a Ele que lhe dê o escape. Ao saírem do Egito, os israelitas deixaram de ouvir a língua dessa nação e ter o chicote egípcio sobre suas costas, mas tinham o tempero em suas memórias. Por isso, por várias vezes, sentiram saudade dos alhos, das cebolas e demais condimentos usados lá. Não deixe o seu velho homem fazer com que você sinta saudade do cativeiro.

A memória dos tempos de adultério e prostituição pode fazê-lo desejar voltar à antiga prática. Ainda que você não assuma isso publicamente, tais lembranças podem ser usadas nos seus momentos íntimos, para apimentá-lo e, com isso, levá-lo aos braços do diabo de novo. No entanto, com o Senhor agindo em seu favor, segundo Sua justiça, você não será dominado por este ser mau.

Todos precisam ser perdoados, para que possam escapar de quem os dominava no erro. Porém, se não clamarem a Deus que faça isso e ouça o que há em seus corações, continuarão a ser atormentados pelos deslizes do passado. Ora, a obra do Senhor é total para quem segue o processo de arrependimento escrito na Bíblia.

Ao pedir algo ao Pai, faça-o de todo o coração e confie que Ele já lhe atendeu, embora os sintomas ou as tentações continuem por dias a fio. Para obter desde o alívio de uma dor até a restauração da alma, a confiança no Senhor é fundamental. Quem não crê no que a Palavra diz prova que não confia no Todo-Poderoso. A sua libertação tem de ser radical e completa.

Depois de provar o perdão e o resgate do Senhor, faça-O ser a sua Habitação forte. Ainda que o maligno se lance com todas as suas forças para trazê-lo de volta ao seu ninho, estando no Senhor, você não será movido nem um milímetro em direção ao diabo. Quem foi liberto por Cristo está livre verdadeiramente (Jo 8.36). Viva essa liberdade!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares