20/06/2016 - GENTE DE GUERRA

E pôs gente de guerra em todas as cidades fortes de Judá e guarnições na terra de Judá, como também nas cidades de Efraim que Asa, seu pai, tinha tomado.    

2 Crônicas 17.2

Nos países em guerra, as crianças aprendem a se defender desde a mais tenra idade. Se tomarmos esse fato como exemplo, chegaremos à conclusão de que não temos observado as recomendações do Senhor sobre o que estamos realizando no Evangelho. Muitos nada fazem, pois dizem já terem alcançado o descanso. Vale lembrar que a Bíblia declara: Resta ainda um repouso para o povo de Deus (Hb 4.9). Por isso, não podemos cruzar os braços, pois, segundo a Palavra, temos de pelejar contra as forças do mal. 

Não devemos desprezar nenhuma das orientações de Jesus, o qual disse de modo claro que não veio trazer paz, e sim espada (Mt 10.34). Inclusive, Ele afirmou: Eu vim para lançar fogo sobre a terra e bem quisera que já estivesse a arder (Lc 12.49 – ARA). Esse fogo foi aceso com a descida do Espírito Santo em Pentecostes. Hoje, o foco central da mensagem do Senhor são as operações milagrosas e a prosperidade, mas isso é subproduto. A nossa missão maior é abrir os olhos dos perdidos para a salvação.

Trata-se de batalha espiritual e, nela, não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Ef 5.12). Saiba que o inimigo não dorme e está sempre levando alguém a pecar. O número de divórcios tem aumentado, e isso significa que o demônio do adultério está à solta. No combate da fé, quem não vence é derrotado.

Josafá tinha o exemplo de Roboão, seu bisavô, o qual não havia preparado o coração para servir ao Senhor e foi um péssimo rei. Se estivesse bem diante de Deus, não teria tomado decisões que lhe foram prejudiciais. Da mesma forma, se as pessoas forem ensinadas que cada uma é um soldado 24 horas por dia, nos sete dias da semana, todas lutarão com excelência e, então, o fracasso não se nomeará entre elas.

É preciso pôr as promessas de Deus – gente de guerra – em todas as áreas da sua vida. Você não deve deixar que doenças surjam no seu corpo; porém, caso elas o aflijam, o Senhor curará todas (Sl 103.3; Is 53.4,5; Mt 8.17; 1 Pe 2.24). Também não permita que o mais leve desejo pecaminoso entre em seu coração, o qual deve ser conservado íntegro e irrepreensível. Josafá colocou gente de guerra, bem como as guarnições necessárias na terra de Judá.

O seu pai havia tomado algumas cidades do reino do Norte, e nelas ele fez o mesmo que fizera nas cidades de Judá. A cada dia, ao ouvirmos falar de descobertas científicas e tecnológicas, precisamos tomá-las para a nossa obra, colocando soldados e guarnições para garantir a propriedade. O tempo de servir a Deus é agora. Por isso, quando Ele permite que o homem descubra novas técnicas, temos de usá-las como nosso quinhão.

Levante-se para cumprir as ordens divinas; do contrário, será dito a seu respeito o que foi dito dos reis que foram relaxados e não se prepararam para servir a Deus como deveriam, entregando-se ao pecado e deixando o povo se corromper.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares