16/11/2016 - O MOMENTO CHEGOU

Então, disse o SENHOR a Moisés: Estende a mão para o céu, e haverá saraiva em toda a terra do Egito, sobre os homens, e sobre o gado, e sobre toda a erva do campo na terra do Egito.    

Êxodo 9.22

Os avisos eram reais. Deus enviaria chuvas de pedras, trovões e fogo sobre o Egito, menos no território de Gósen. Imagine como ficou o coração do perverso rei, pois, das outras vezes, aconteceu como Moisés havia declarado. Mas qual o motivo de Faraó não se emendar e não deixar os israelitas ir embora? Pela mesma razão de muitos pecadores não se converterem: ele amava o pecado.

Boa parte dos oficiais do rei foi prudente: escondeu-se em casa e induziu seus servos a fazerem o mesmo. Porém, sem dúvida, muitos devem ter agido imprudentemente, não crendo que seria como o homem de Deus falara. Então, quando a saraiva caiu sobre eles, pagaram com a própria vida e a de seus subalternos e animais. Quem esperar para ver se o lago de fogo e enxofre será real e eterno constatará que ele é verdadeiro.

No levantar do bordão de Moisés, a promessa se cumpriu, pois nunca se ouviu nem se ouvirá que uma saraiva  chuva de granizo , trovões e fogo caíssem do céu como foi naquele dia. Tudo o que Deus faz é perfeito e, por isso, quem se escondeu debaixo de alguma árvore foi atingido em cheio. A Bíblia declara que até as árvores foram destruídas (v. 25). Na volta de Cristo, todo elemento material, ardendo, se fundirá (2 Pe 3.10). Não haverá escapatória. Cuide-se!

Tudo no campo foi ferido, tanto homens como animais, bem como as plantas, e se quebraram todas as árvores. Na volta de Cristo, não ficará uma casa de pé nem pedra sobre pedra. A aniquilação será de tal envergadura, que tudo se fundirá, não ficando nem mesmo o formato dos elementos. É bom se preparar para esse dia, para que ele não o surpreenda. O que você fará?

No território dos hebreus nada daquilo ocorreu, conforme a Palavra do Senhor. Chegará o dia em que a última trombeta será tocada, e o Filho de Deus descerá dos Céus com grande alarido e, então, nada mais poderá ser feito. Os salvos entrarão na Glória, mas os perdidos irão para o suplício eterno, por não aceitarem o Senhor Jesus como Salvador nem se arrependerem de suas más obras. Se Cristo voltasse agora, o que seria de você? Prepare-se!

Faraó recuou, confessou seu pecado a Moisés e reconheceu a justiça do Senhor por ter agido daquele modo. O rei confessou ainda que ele e seu povo eram ímpios. Em seguida, pediu a intercessão do homem de Deus, a fim de cessar aquilo, e prometeu deixar os israelitas partirem. Dessa vez, Moisés podia confiar na palavra do rei? Por certo, não! Faraó, na verdade, queria uma oportunidade para matar os hebreus.

Moisés lhe disse que oraria e a paz viria, porém não acreditava no cumprimento da palavra do rei e, com isso, mais pragas seriam enviadas. Faraó custava a aprender o caminho e, por mais que visse a obra de Deus sendo feita, no final, não se arrependeu e pereceu.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares