23/11/2016 - A PREPARAÇÃO PARA O ÊXODO

E o SENHOR deu graça ao povo aos olhos dos egípcios; também o varão Moisés era mui grande na terra do Egito, aos olhos dos servos de Faraó e aos olhos do povo.  

Êxodo 11.3

Durante todo o tempo em que os israelitas foram escravos no Egito, eles tiveram seus direitos roubados, embora fossem os herdeiros da promessa do Senhor feita a Abraão. Deus não podia deixar isso “passar batido”, pois, como Ele é Justiça, criaria um meio pelo qual tudo lhes seria devolvido. Ora, nem Labão conseguiu roubar Jacó, quanto mais o povo egípcio. Chegaria o tempo em que eles levariam consigo o que lhes fora tomado.

Há tempo de orar e tempo de agir. Eles não deveriam ficar apenas clamando para que o Altíssimo fizesse justiça e, assim, recebessem o fruto do trabalho de toda uma vida. Por isso, foram orientados a pedir aos vizinhos vasos de prata e vasos de ouro. Faça sempre o que o Pai lhe disser, porque, embora tenha de usar pelo de cabra para segurar o que lhe foi vendido, você não estará errando. Porém, isso deve ser dito pelo Senhor, e não sair da sua mente ou da de alguém.

Quando Deus dá uma ordem, não temos de ficar orando para que Ele a confirme, pois o testemunho dEle em nosso interior já é suficiente. Coloque o seu coração em todas as revelações do Altíssimo; então, a fé virá e, com isso, você terá o que lhe foi dito. Por outro lado, se sentir que ainda não é tempo de agir, mas tiver o testemunho da Palavra, ore, porque é sinal de que há operação do inimigo.

Ao aprender pelas Escrituras que algo lhe pertence, reúna as suas forças e ordene que aquilo se realize. Mesmo que tudo pareça atestar que não há jeito, simplesmente creia. O Espírito Santo o guiará na Palavra e, tendo o testemunho do Senhor, não se sujeite mais a nenhuma mentira do inimigo, e sim tome posse da revelação. Você é quem faz a obra de Deus se realizar em sua vida.

A Bíblia garante que nenhuma palavra proferida pelo Altíssimo falha (Is 55.11) e, por certo, Ele não negará a Si mesmo em sua vida. Os decretos divinos serão cumpridos totalmente. Porém, não podemos forçar o Senhor a fazer a nossa vontade; afinal, é a dEle que deve ser feita. Jamais tente determinar que algo se realize sem o testemunho de Deus em seu coração. Ele cumpre apenas o que diz!

Eles deveriam falar ao ouvido um do outro, para que conseguissem vasos de prata e ouro. Há coisas que temos de falar somente a quem está conosco na missão dada pelo Senhor e outras, publicamente. Fique sempre atento ao que o Senhor ordenará; então, terá as condições para cumprir tudo o que lhe for dito. Após ter entendido a vontade divina, você sentirá alegria e paz na alma. Então, determine!

Precisamos buscar a diferença da qual o Senhor fala, clamando pela operação da justiça dEle e comparecendo em juízo pela Verdade. Jamais se apresse ou se irrite, pois a ira do homem não opera a justiça de Deus. Com a fé que Ele lhe der, você fará a obra conforme foi prescrita. Portanto, quando a fé vier ao seu coração, não demore a agir. Aleluia!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares