28/11/2016 - O DIA DA RELIZAÇÃO DO SENHOR

E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã: o dia sexto.   

Gênesis 1.31

O sonho de Deus começou a ser executado do nada. Ele fez o que Seu coração planejara. As células de cada planta, animal e do homem foram resultado da ação de um perito Artista, o qual as colocou juntas e delimitou como elas iriam funcionar. Toda a criação foi feita com perfeição nos mínimos detalhes. Assim, no final, ao fazer o exame de qualidade, o Todo-Poderoso Se realizou.

Tudo foi feito por Jesus, a Palavra, por isso Ele é qualificado para corrigir qualquer erro, desde a cura das emoções, das doenças do corpo ou dos males do espírito. Deixar de consultar a Palavra, a qual é o próprio Senhor Jesus, é errar completamente. Quem teve a capacidade de criar todas as coisas e ainda colocar nelas o poder de reprodução, conforme cada espécie, pode consertar o necessário.

A cada palavra pronunciada por Deus, era formado aquilo que seria útil ao homem – obra-prima de Suas mãos –, o qual foi constituído depois. No primeiro dia, veio a luz; no segundo, Ele ordenou que houvesse a expansão das águas; no terceiro, houve o ajuntamento das águas e o aparecimento da porção seca e a produção da erva verde; no quarto, foram criados o sol, a luz e as estrelas; no quinto, aves e peixes e, no sexto, os animais.

Com todo o meio ambiente propício para o ser humano viver, Deus conclamou os outros seres iguais a Ele para fazerem o homem. Ao que parece, o projeto daquele que seria a imagem e semelhança dEles foi complexo, porque as três pessoas da Trindade puseram a mão na massa, literalmente no barro, e fizeram um ser como Eles. Na eternidade, saberemos minuciosamente o que levou o Altíssimo a planejar e executar a nossa criação.

Após ter feito o homem, o Senhor o abençoou, ordenando que crescesse e se multiplicasse. Dá para entender que Ele queria a terra cheia dessas Suas cópias. Por que Deus decidiu criar a humanidade também saberemos nos Céus; na verdade, tomaremos ciência de mais coisas, até O conheceremos como Ele nos conhece. É verdade que perdemos muito na queda de Adão, mas, pelo sacrifício de Jesus no Calvário, conseguimos ser chamados filhos e herdeiros de Deus.

Ao terminar de dar origem ao que Se havia proposto, o Senhor verificou rigorosamente tudo o que tinha feito e deu o sinal de aprovação. Viu que tudo era bom, inclusive o homem. Não havia como dizer que uma só coisa viera com defeito ou fraqueza. Os defeitos surgiram após o pecado, quando o destruidor entrou no mundo.

O bonito é que Deus Se realizou em tudo o que fez. Hoje, quando Ele nos chama para pertencer ao Seu Reino, perdoando os nossos pecados e dando-nos o novo nascimento, no qual somos refeitos em Cristo, o Altíssimo quer Se realizar na nova criação. Submeta-se a Ele de modo completo e você verá que Ele o chamou para participar da Sua glória e do Seu poder.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares