09/04/2017 - MAIS QUE OS MEUS MESTRES

Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque medito nos teus testemunhos. 

Salmo 119.99

Uma pessoa que possui pleno conhecimento de um assunto é um mestre, pois tem a capacidade de ensinar a nova geração a fazer a obra e proceder corretamente. Aquele que conhece o bem e não o passa adiante ignora que isso deveria ser o normal entre os seres humanos. Somos devedores a todos os que já viveram e aos que ainda viverão. Deus espera isso de nós!

O mundo precisa de gente que, tendo aprendido um ofício ou sido ensinado pelo Altíssimo sobre algo na Sua Palavra, proponha-se a instruir outros. Na verdade, onde estaríamos na fé em Cristo, se não tivéssemos encontrado pessoas maduras na fé e no amor a Deus que se dispusessem a nos orientar acerca dos princípios elementares da sã doutrina? Quem aprendeu bem a lição encontrou um atalho.

Nas palavras de Salomão, aprendemos que os mestres das congregações são capazes de fixar com pregos as instruções dos sábios, os quais as receberam do único Pastor. Elas são como aguilhões usados pelo Senhor, a fim de despertar o povo quando este está caindo nas mãos do inimigo. Os salvos são testemunhas de Jesus, ao serem cheios do Espírito Santo. Quem se recusa a testificar da Verdade ou ensinar quem começa na caminhada da fé age mal.

Por outro lado, somos proibidos por Jesus de chamar alguém de mestre ou tutor, pois esse ofício é prerrogativa do próprio Senhor. Apenas transmitimos o que aprendemos. Logo, devemos dar a honra e a glória somente ao nosso Deus, o Possuidor de todo o conhecimento e da melhor didática. Deixar de compartilhar o que nos tem sido passado nos tornará indivíduos egoístas. 

Para todos, principalmente os recém-convertidos, devemos ser pessoas de bom caráter, que amam ensiná-los a cumprir a vontade divina, resistindo às insinuações satânicas. Dessa forma, quando amadurecerem na fé, poderão ser usados como agentes multiplicadores do Evangelho. Busque o seu crescimento espiritual, para propagar as Boas-Novas do Reino. 

Aquele que se torna possuidor de um grande saber recebe a unção de formador do caráter dos novos cristãos. Então, precisa estar ciente de que receberá mais duro juízo. O privilégio que lhe trará uma eterna recompensa tem de ser exercido com toda a reverência ao Altíssimo, para que não ensine algo falso. Se não vigiar e orar, poderá ser usado pelo diabo.

Nos dias de Davi, entre os que adoravam e louvavam o Todo-Poderoso, havia irmãos instruídos no canto do Senhor, considerados mestres, os quais chegavam a 288. Que bom seria se, em todas as igrejas, houvesse muitos que fizessem isso, pregando a Palavra e ministrando os benefícios sob a mesma unção. 

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares