14/08/2017 - MENSAGEM AOS CATIVOS

Portanto, dize aos filhos de Israel: Eu sou o SENHOR, e vos tirarei de debaixo das cargas dos egípcios, vos livrarei da sua servidão e vos resgatarei com braço estendido e com juízos grandes.

Êxodo 6.6

Ao enviar Moisés ao Egito, Deus tinha um propósito grande e eterno para os descendentes de Abraão, Seu amigo. Eles não desceram àquela terra para serem escravos de Faraó, mas, com o passar do tempo, os monarcas que sucederam os antigos reis, por desconhecerem a história, não tiveram a mesma consideração para com eles. Então, decidiram usá-los como mão de obra escrava. No entanto, chegou o dia em que a mensagem de liberdade lhes foi pregada.

O Senhor não faria menos por nós, já que a escravidão da humanidade sob o jugo do diabo é maior do que a dos israelitas. Portanto, precisamos aprender o que foi feito em nosso favor, pois, em cada geração, há semelhantes nossos usados nos mais diversos meios de perversidade. Temos o poder para libertar quem está sob o comando do inimigo, mas nos falta entendimento de como proceder e, por isso, sofremos sob o chicote do maligno.

Além disso, o Senhor não enviou um homem para lidar com Faraó (que, com sua tirania, simbolizava o diabo), mas Seu próprio Filho, o qual veio morrer para sermos libertos do império das trevas. O homem precisa aprender sobre a obra realizada pelo Onipotente Deus no Calvário, quando Seu Filho pagou pela nossa libertação, derramando Seu sangue e dando-nos esse direito que nunca nos será tirado.

Aos filhos de Jacó Deus Se identificou como o Todo-Poderoso. Por isso, eles podiam acreditar na mensagem enviada, porque ela anunciava a libertação deles do jugo de Faraó. Incrível, mas, até hoje, os descendentes de Jacó não entenderam que Jesus é o Libertador deles. No entanto, quando chegar o dia, exultarão de alegria. É isso que acontece com quem participa da salvação providenciada por Cristo. Sem dúvida, eles O aceitarão!

A escravidão teria fim. Esse era o anúncio de Moisés. Hoje, temos de falar com o verbo no tempo passado, porque isso já ocorreu. O diabo não pode oprimir ninguém, porém a pessoa precisa ouvir a Verdade e crer nela. Assim, os drogados são libertos; os criminosos abandonam o mau caminho; os doentes são curados, e quem vive oprimido pela miséria e demais problemas começa a desfrutar da vida abundante trazida pelo Salvador. O nosso Deus é realmente tremendo!

Eles seriam libertos com uma demonstração de poder nunca vista antes. O que foi feito no Egito simbolizou a grandiosidade do que Deus iria fazer para libertar o homem das mãos do diabo. Hoje, quando alguém clama por salvação, bem como pela libertação de vícios e pecados, cura ou de qualquer outra opressão, no mesmo instante o poder divino entra em ação e acaba com a obra das trevas. Basta crer para participar desse agir de Deus, que é sem igual!

O Altíssimo nos colocou diante da Terra da Promessa e ordena que subamos e a possuamos. Se crermos nEle, não duvidaremos nem enviaremos espias para ver se o que Ele disse é verdade ou não. Os que creem podem assumir a libertação concedida.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares