27/02/2018 - CRISTO HABITANDO EM SEU CORAÇÃO

Para que Cristo habite, pela fé, no vosso coração; a fim de, estando arraigados e fundados em amor. 

Efésios 3.17

Concluída a salvação, quando recebemos o dom do arrependimento a fim de nos livrarmos do pecado, devemos buscar que Jesus habite em nosso coração pela fé. Se o Senhor não fizer morada em nós, será impossível realizarmos as mesmas obras que Ele fazia. Em Seu ministério terreno, o Mestre conseguia operar maravilhas, prodígios e sinais, porque o Pai habitava nEle.

Quando Jesus vive em nosso íntimo, começamos a nos alicerçar no amor antes imaginável. Então, o que parecia difícil torna-se fácil, a capacidade de resistir às tentações surge em nós, e passamos a ser operadores da justiça divina. Com isso, a nossa vida muda, bem como a dos nossos familiares e amigos. É assim que nos tornamos uma bênção para a humanidade.

O nosso enraizamento em Cristo deve ser igual ao que acontece com o cedro do Líbano, uma árvore que chega a medir 40 metros de altura, mas que, apesar de tão grande, não se dobra diante de vento algum. A razão disso é que, depois de plantada, ela passa uns três anos crescendo para baixo até suas raízes encontrarem uma rocha e a abraçarem. Se você se alicerçar na Rocha de Israel, nunca será arrancado pela tempestade.

O plano divino é que você e os demais salvos compreendam perfeitamente a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade do amor de Deus (Ef 3.18). Assim, conhecendo esse dom inigualável, você verá que ele é maior do que tudo o que imaginamos. Como resultado, sua vida receberá a plenitude do Senhor. Só existirá cristão fraco na igreja se ele não entender o seu lugar no Filho de Deus.

Eis a razão pela qual Paulo se colocava de joelhos diante do Pai: ver os que ele ganhou para Cristo saírem da carnalidade e das redes do inimigo decididos a ocupar a sua posição em Jesus. O nosso alvo dever ser sentir-nos plenos no Senhor. Então, intrépidos, entraremos nos territórios do inimigo para levar a Palavra da Verdade e libertar os oprimidos. Tal atitude agrada ao Todo-Poderoso!

Se o que estamos vendo pode se tornar real em nós, temos de nos esforçar para isso ocorrer em nosso interior. O mundo precisa conhecer aqueles de quem se dirá que estiveram com Jesus. Somos o sal da terra (Mt 5.13a), mas, se formos insossos, não faremos a diferença no mundo que está apodrecendo. Quando o salvo protesta contra o governo, contra a sociedade, ele demonstra que não tem nada de cristão.

Deixe Cristo habitar pela fé em seu coração. Então, você e outros tantos se beneficiarão da bondade do Senhor. Os problemas são resolvidos ao entendermos que a mudança se dará em nós primeiro. Só assim, como uma reação em cadeia, as pessoas também experimentarão o melhor de Deus. Afinal, fomos constituídos por Jesus como Suas testemunhas.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares