05/03/2018 - RESTAURAR, EDIFICAR E RENOVAR

E edificarão os lugares antigamente assolados, e restaurarão os de antes destruídos, e renovarão as cidades assoladas, destruídas de geração em geração.

Isaías 61.4

A obra iniciada por Jesus é bem maior do que pensamos. Não sabemos bem o prejuízo que o diabo deu ao homem, quando este se deixou enganar por ele. Por certo, não foi pequeno. Se assim fosse, o Filho de Deus não teria vindo ao mundo a fim de morrer em nosso lugar. Ao fazer isso, Ele Se despiu das Suas prerrogativas, nascendo como bebê indefeso e frágil, e, depois, nos resgatou para o Pai.

Os salvos tornam-se membros do Corpo de Cristo e Suas testemunhas, devendo, portanto, agir como continuadores da missão dEle. O destino de milhões de pessoas depende da nossa obediência à ordem de Jesus aos Seus seguidores: ir pelo mundo inteiro e pregar o Evangelho (Mc 16.15), usando o poder de Deus para levar os perdidos à salvação, curando os enfermos e libertando os oprimidos em Seu Nome.

No versículo anterior ao destacado, o Senhor disse: A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, veste de louvor por espírito angustiado (Is 61.3). Jesus nos deu do Seu Espírito, a fim de que façamos o mesmo que Ele realizou em Seus dias na Terra. Na verdade, Ele faz essas maravilhas hoje, mas temos de obedecer a Ele. Ninguém pode se sentir dono da obra de Deus e agir como quer, porque o Altíssimo não confirmará o que esse indivíduo fizer.

Temos de dar ornamento aos tristes da igreja – a unção de cura aos doentes e a prosperidade a quem está privado dos bens celestiais. Quando os angustiados forem vestidos com o louvor ao nosso Deus, serão chamados de árvores de justiça, plantação do Senhor, e Ele será glorificado. Então, veremos os lugares, antigamente assolados, edificados e restaurados. Precisamos trazer de volta a glória do Pai!

Deus quer que a fé que Ele deu ao homem – o lugar nEle – não continue destruída, para que todos aproveitem da vida abundante trazida por Jesus. É tempo de restaurar os lugares assolados. Assim, o povo desfrutará desta época da graça. Devemos nos preocupar em fazer todos se realizarem em Cristo, tanto no que Ele fez ao morrer na cruz como no que nos ordenou a cumprir em Seu Nome. Temos de ordenar uma mudança em todos.

Se imitarmos os religiosos, não obteremos sucesso em nossa caminhada de fé. Devemos seguir nosso Exemplo maior: Jesus. Ao imitar a quem quer que seja, você desce da sua posição no Salvador, e, com isso, o inimigo o tem nas mãos. Somos ordenados por Cristo a fazer o mesmo que Ele fazia em Seu Nome. Aleluia!

Por que descer da posição em Jesus, se nela as suas determinações são honradas? Que os tristes de Sião sejam cheios do gozo celestial; os doentes, curados; os oprimidos, libertos, e os pecadores deixem o mau caminho. Uma vez salvos, serão testemunhas da virtude que opera nos filhos de Deus!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares