30/04/2018 - TEMPO DE VER DEUS OPERAR COISAS GRANDES

Porém o SENHOR disse a Moisés: Seria, pois, encurtada a mão do SENHOR? Agora verás se a minha palavra te acontecerá ou não. 

Números 11.23

Depois que os hebreus se recusaram a possuir as montanhas dos amorreus, iniciando a ocupação da Terra Santa, alguns da população que acompanharam o êxodo sentiram falta da comida que havia no Egito, e isso contaminou os demais filhos de Jacó. O resultado foi que o desejo de comer carne os dominou, e eles murmuraram contra o Senhor. Moisés quase perdeu o seu lugar diante do Altíssimo, mas, pacientemente, Deus o levou a entender quem era o Eu Sou.

Após orar, Moisés recebeu a orientação de que eles comeriam carne não somente um dia, mas durante um mês, até que ela saísse pelas suas narinas. Ele não entendeu e disse a Deus que o seu povo era composto de 600 mil homens, além de mulheres e crianças, o que dá uma média de três milhões de pessoas. Isso era muita gente, humanamente falando. Então, o Todo-Poderoso lembrou-lhe de que a mão dEle não seria encurtada, e ele veria o Seu sim.

Muitas vezes, quando passamos por provação e chegamos a um ponto do qual não se vê uma saída, cometemos o mesmo erro de achar que nada mais há para ser feito. Nessas horas, devemos buscar o Senhor como jamais fizemos, crer ainda mais nEle e esperar o Seu mover de modo tão especial, que surpreenderá até os salvos. A mão dEle não se encurtou nem se encurtará, pois Ele é SENHOR!

Daniel só ficou livre da cova dos leões quando não havia mais esperança de se salvar; afinal, ele tinha sido jogado a grandes felinos famintos. No entanto, Deus enviou o Seu anjo, que suprimiu deles o desejo de se alimentar do Seu servo. Aquela noite que o profeta passou em meio àqueles animais deve ter sido a mais emocionante da sua vida. Depois que saiu de lá, não houve mais ninguém que ousasse falar mal dele. Passaram a respeitá-lo como servo de Deus.

Da mesma forma, o rebelde Jonas foi lançado no mar bravio, sendo engolido por um enorme peixe e, no seu estômago, passou três dias e três noites, até que resolveu orar e acertar-se com o Altíssimo, prometendo terminar a sua missão. Provavelmente, ninguém passou por uma prova tão forte quanto à dele, que, para sobreviver, sem comer e sem beber água, agarrava-se a algum órgão do interior do peixe. Ao sair de lá, ele convenceu Nínive a buscar o Senhor.

Qual é a sua dificuldade? Só você é responsável por ela. Aproxime-se diante de Deus agora, confessando o seu pecado! A sua vida é mais importante do que a vergonha que você sentirá de ter de reconhecer seu erro. Você caiu em tentações vergonhosas, porque não foi humilde diante do Pai. Não deixe o diabo continuar mantendo-o subjugado. Arrepender-se é a saída!

A mão do Pai celestial não foi encurtada. O Seu poder é o mesmo, e a Sua graça é tão forte hoje como era no dia em que você ouviu o Evangelho pela primeira vez. Portanto, não se deixe levar pelo maligno; limpe-se hoje! Viver com o Senhor por toda a eternidade é mais importante do que se arrastar em sua atual miséria!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares