12/12/2018 - MAIS TRÊS CONDIÇÕES PARA ENTRAR NO REINO DOS CÉUS

Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhuma afronta contra o seu próximo.

Salmo 15.3

A nossa língua deve elevar as pessoas. É errado caluniar o próximo, ainda que este esteja em desacordo com a Lei de Deus. Entenda: o importante não é jogar lama na reputação dele, e sim levá-lo a entender o plano divino e se arrepender de seus erros. Como embaixadores do Reino dos Céus, devemos nos esforçar para isso.

Ao encontrar Natanael, Filipe disse que haviam achado o Messias, de Quem as Escrituras falavam (Jo 1.45). Quando ouviu a procedência do Mestre, eis o comentário de Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? (Jo 1.46). Por que essa cidade tinha má fama e Jesus devia ser discriminado por ter morado algum tempo lá, embora tenha nascido em Belém? Difamar não é bom!

Desacreditar alguém é uma das maneiras de fazer mal ao próximo, causando-lhe prejuízos e sofrimentos. Ora, o fato de sermos boas ou más pessoas não tem a ver com o local onde nascemos, e sim se temos ou não temor a Deus. Por mais que uma pessoa se esforce para obter sucesso, caso ela se envolva com algum servo do diabo, a vida dela será bem sofrida.

Um mau coração impede o seu semelhante de conseguir um emprego, de se casar ou prosperar. Na verdade, as diferenças entre nós nunca devem nos impedir de ter acesso à ascensão social. Nas Escrituras, as pessoas eram aceitas independentemente do padrão de sucesso ou insucesso delas. Portanto, seja instrumento para somente fazer o bem a quem quer que seja.

O Dia do Juízo se aproxima, e quem foi usado pelo inimigo para prejudicar, de algum modo, o seu semelhante, não terá como se justificar, ficando claro que desobedeceu aos decretos do Senhor. A pior atitude de um homem é causar dor a outrem. O nosso dever é amar o próximo como a nós mesmos, conforme ordenou Jesus (Mc 12.31)

Jamais aceite alguma afronta contra alguém. Se uma pessoa vive para fazer maldade, deixe o justo Juiz julgá-la, mas, se puder, ore por ela de coração. Vale muito em sua eficácia a oração do justo (Tg 5.16). É prazeroso contribuir para a salvação de uma vida. Os perdidos nem sempre são maus, mas, por serem servos do diabo, são marionetes dele.

Aceite a Palavra de Deus que nos constituiu mensageiros do bem, cuja missão é anunciar o Evangelho, a Lei perfeita da liberdade, a todos aqueles que ainda desconhecem o amor do Senhor. Trate as pessoas como você gostaria de ser tratado. Se você semear amor, terá boas colheitas.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares