01/05/2019 - DÉBORA SE LEVANTOU POR MÃE

Cessaram as aldeias em Israel, cessaram, até que eu, Débora, me levantei, por mãe em Israel me levantei.

Juízes 5.7

Quando o respeito a Deus acaba, e as pessoas começam a se aventurar no mundo das forças das trevas, cujo comandante é o diabo, os problemas surgem. Em qualquer lugar, há quem se sinta atraído pelos assuntos espirituais do lado mau. Afinal, como Satanás não exige santidade, e até tem raiva desse termo, as tentações fascinam o homem sem a luz divina. Porém, o preço dessa aventura será caro. 

Um dos sinais de que as coisas estão ruins para a humanidade no âmbito espiritual é visto pelas guerras e confusões pelo mundo. A maioria das pessoas vive mal, mas se acostuma com isso. Para “melhorar” a vida, algumas cometem pequenos delitos. Ora, sendo pequenos ou grandes, eles fazem de quem os pratica servo do diabo. Onde a Palavra não reina, há todo tipo de cerceamento e opressão.

Nos dias de Débora como juíza em Israel, o povo havia parado de obedecer às Escrituras, por isso surgiram muito tipos de perturbações. Em nossos dias, situações semelhantes têm ocorrido. Muitos não têm apreço pela Bíblia nem buscam a face do Altíssimo. Então, vemos bastante desrespeito ao próximo. A saída é pregar o Evangelho, e quem se converter servirá de exemplo a ser seguido. 

Naquele período, o esfriamento espiritual era tão grande, que até os fiéis, cujo prazer era andar ao lado de Deus, trilhavam caminhos torcidos. Isso tem acontecido com muitos filhos de crentes, que deixam a presença de Deus e passam a percorrer as veredas do pecado, em alguns casos cometendo crimes. Muita gente não vê nada de mais em seus filhos irem a boates, clubes e danceterias.

A prática da iniquidade impedia o progresso na Terra Prometida, e, com isso, não se criavam novas aldeias. A situação era alarmante devido aos problemas. Hoje, é crítica a posição espiritual de quem não procura o Senhor e apoia o que Ele detesta, como o divórcio, a fornicação e a devassidão. Será que Deus mudou e, agora, aprova transgressões, ou o diabo está enganando milhões de pessoas? A segunda opção é a correta. Misericórdia!

Débora viu que a causa de tantas adversidades era o pecado dos governantes, entregues a todo tipo de prevaricação, como vimos recentemente em nosso país. Aqui, de uma hora para outra, parecia uma nação em guerra civil. Por todos os lados, viam-se pessoas empunhando armas no chamado arrastão, bem como os atos de corrupção praticados por quem foi eleito para cuidar do bem público. Que Deus nos leve à liberdade verdadeira!

Como mãe em Israel, Débora se levantou e, com ela, o Senhor levantou Baraque e dez mil homens. Jabim, o rei de Canaã, oprimiu os israelitas por 20 anos (Jz 4.3), mas, ao ver Baraque com o seu “exército”, as coisas mudaram. Ele foi a pé com dez mil homens lutar contra Sísera, seus 900 carros de ferro e milhares de soldados, e o venceu (Jz 4.12-15).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares