Quando Deus nos ouve

Foto: Felipe Correia

2024-02-12 03:00:00

Ouve a minha voz, segundo a tua benignidade; vivifica-me, ó SENHOR, segundo o teu juízo.

Salmo 119.149

O Autor da nossa fé é o Espírito Santo, o qual nos guia na Palavra de Deus, a Verdade (Jo 17.17). Por isso, precisamos estar bem com Deus. O cego, mencionado em João 9, o qual foi curado por Jesus e foi ao tanque de Siloé para lavar o lodo aplicado pelo Mestre em seus olhos, via mais do que os judeus que o inquiriam, pois disse: Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus e faz a sua vontade, a esse ouve (Jo 9.31). Creia e viva!

O Autor das nossas orações deve ser o Santo Espírito, pois assim não perderemos a oportunidade de sermos ouvidos e atendidos pelo Pai. Ao falarmos de nós mesmos, igualamo-nos aos pecadores, sem o temor do Senhor. Porém, se estivermos revestidos pela unção do Consolador, estaremos na presença de Deus, e o que falarmos entrará no Santo dos santos, onde o Altíssimo julga, e seremos abençoados.  

O Todo-Poderoso quer ouvir a nossa voz, ao declararmos as revelações da Palavra, para nos abençoar e recompensar pelo fato de crermos na nossa Aliança com Jesus. O apóstolo Paulo fala a respeito disso, citando o rei Davi: E temos, portanto, o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri; por isso, falei. Nós cremos também; por isso, também falamos (2 Co 4.13). Se você crê que Jesus o substituiu na cruz, exija seus direitos (Is 53.1-11).

Deus ouve a nossa voz, quando falamos segundo o Concerto feito por Ele com o homem na morte de Cristo na cruz. O Senhor nos prometeu: Não quebrarei o meu concerto, não alterarei o que saiu dos meus lábios (Sl 89.34). Se Ele não quebra a Aliança dEle nem o que sai dos Seus lábios, por que a quebraríamos? Ela é a nossa garantia de tê-la cumprida em nós. Não aceite tentação, doença ou qualquer outro mal!

Orar sem se referir ao juízo feito na morte e ressurreição de Jesus é como colher água do mar ou do rio com uma peneira: puro desperdício de tempo e esperança. Portanto, ao entrar na presença do Pai, a fim de receber qualquer bênção, não o faça chorando, como uma pessoa que sofre muito e não tem a atenção de ninguém. Ora, você pode crer e desfrutar de tudo o que Jesus sofreu em seu lugar. Creia e viva livre!

Deus nos ouve por Sua esperança bondosa, a qual O fez dar Seu Filho unigênito para morrer em nosso lugar, pagando a dívida para com Ele. O Senhor deseja vê-lo agir ao crer nas promessas dEle para sua vida. Desse modo, você será segundo o coração de Deus: E, quando este foi retirado, lhes levantou como rei a Davi, ao qual também deu testemunho e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, varão conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade (At 13.22).

O Senhor nos dá vida de novo pela vivificação que Ele fez em Jesus (1 Co 15.22). Não podemos inventar nada que o Altíssimo não tenha dito e reivindicar aquilo. Portanto, é preciso estar ligado à Sua Palavra para ser abençoado (Jo 15.5). Entenda: orar por orar é brincar com Deus, mas, quando você sabe que algo lhe pertence, mesmo que alguém lhe diga o contrário, não creia nessa má palavra, porque Deus já lhe garantiu as Suas dádivas.


Em Cristo, com amor,


R. R. Soares

Oração de Hoje

Deus que nos ouve! É bom conhecer o Teu desejo de cumprir em nós as Tuas declarações em nosso favor. Por isso, queremos ler as Escrituras e aprender as coisas que nos compete realizar e desfrutar!

Chega de sofrimento e dúvidas no momento de tomar posse da bênção. Jamais podemos tropeçar na vida. Recebemos de Ti a mesma fé que deste ao Teu Filho. Com ela, o Salvador fez as obras ordenadas por Ti. Do mesmo modo queremos proceder!

Agradecemos pela Tua bondade esperançosa, ou esperança bondosa. Somos os Teus agentes nesta geração, assim como outros o foram no tempo deles. Não nos deixes perder a promessa de que seremos abençoados, se crermos nas Tuas revelações. Amém!