Notícias | Brasil | O Portal da Igreja Internacional da Graça de Deus
Consagração do Pr. Jayme de Amorim
06/05/2024
Milagres nas águas: fé em meio às inundações
10/05/2024
Consagração do Pr. Jayme de Amorim
06/05/2024
Milagres nas águas: fé em meio às inundações
10/05/2024

Governo do Estado do Rio Grande do Sul decreta estado de calamidade

Saiba como e o que doar para o povo gaúcho

Por Thamires Lopes

Porto Alegre após as chuvas – Imagem: Redes Sociais do Estado do Rio Grande do Sul

COMPARTILHE

Os temporais que afetaram o Estado do Rio Grande do Sul continuam causando danos e tristeza. Os eventos desastrosos na região estão relacionados a ventos fortes, a uma corrente de umidade proveniente da Amazônia, e a um bloqueio atmosférico devido às altas temperaturas. Conforme especialistas em meteorologia, as tempestades que assolam o Rio Grande do Sul é o resultado de, pelo menos, três fenômenos locais, agravados pelas mudanças climáticas.

Segundo dados da Defesa Civil, cerca de 141,3 mil pessoas estão desabrigadas, com 19,3 mil em abrigos e 121,9 mil desalojadas (hospedadas em casas de familiares ou amigos). Um total de 345 dos 496 municípios do estado enfrentaram algum tipo de problema, impactando, aproximadamente, 850 mil pessoas.

Corpo de Bombeiros realizando os trabalhos de resgate – Imagem: Rede Sociais do Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Milhares de pessoas perderam pertences e familiares – Imagem: Rede Social do Governo do Estado do Rio Grande do Sul

O Pr. Maiquel Marques comenta sobre a tragédia que atingiu o seu estado: “Humanamente, falando, visualmente e sentindo na pele, a situação é crítica. Mas a Palavra que está em 2 Coríntios 4.18 diz: Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não veem são eternas.”

Maiquel também comenta sobre a força do povo gaúcho: “É um povo que já passou por tantas guerras, por tantas lutas e batalhas e eles se reergueram. Não será nem a primeira, nem a última vez que eles se levantarão novamente. Um dia tudo isso será apenas uma lembrança ruim, mas que estarão todos de pé. Já deu tudo certo, em Nome de Jesus.”

A previsão de chuvas para o final desta semana em áreas já afetadas por tempestades anteriores mantém o estado em alerta. Segundo a Climatempo Meteorologia, a chegada de uma nova frente fria pode gerar condições favoráveis para pancadas intensas de chuva. O possível aumento do frio também é capaz de complicar as operações de resgate.

Muitas áreas ainda sofrem com as enchentes – Imagem: Redes sociais do Estado do Rio Grande do Sul

O governo declarou estado de calamidade, reconhecido também pelo Governo Federal. Com isso, o Rio Grande do Sul está habilitado a solicitar recursos federais para ações de defesa civil, incluindo ajuda humanitária, reconstrução de infraestrutura e restabelecimento de serviços essenciais. A Defesa Civil alertou que a maioria das bacias hidrográficas do estado corre o risco de ter suas águas ultrapassando o nível de inundação.

Saiba como ajudar:

A doação é uma forma de colocar a fé em prática, por isso, algumas de nossas igrejas estão aceitando doações, busque a mais próxima de você e participe dessa corrente do bem. Para aqueles que desejam ajudar, o governo do Rio Grande do Sul listou os itens de que mais precisam no momento:

Roupas e calçados, roupas de cama, medicamentos, alimentos não perecíveis, água potável, material de higiene e limpeza, absorventes e fraldas descartáveis.

Quem doa seu dinheiro, seus bens ou seu tempo ajuda outras pessoas e mostra o amor de Deus. A doação é uma maneira de servir a Deus e às pessoas à nossa volta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chave Pix Copiada!

A chave Pix foi copiada para a área de transferência.