Notícias | Brasil | O Portal da Igreja Internacional da Graça de Deus
Eu Não Tenho Demônio
02/02/2023
Graça Kids lança publicação para celebrar a Páscoa e a mensagem do amor de Deus pela humanidade
21/03/2023
Eu Não Tenho Demônio
02/02/2023
Graça Kids lança publicação para celebrar a Páscoa e a mensagem do amor de Deus pela humanidade
21/03/2023

IIGD concentra grande número de pastoras em suas lideranças

Vê-las pregando são cenas de normalidade e frequência no templo

Foto: Rodrigo Di Castro

COMPARTILHE

A população evangélica cresce cada vez mais no país e anda em sintonia com as mudanças quanto ao lugar das mulheres na sociedade. Essas transformações fazem com que elas ocupem cada vez mais postos de liderança e atraiam milhares de fiéis aos templos evangélicos.

Acompanhando esse caminho, a Igreja Internacional da Graça de Deus abre suas portas para que mulheres assumam o pastorado. Em média, mais de 300 mulheres são líderes e pregam o Evangelho nas Igrejas do ministério de R. R. Soares. A Pra. Margareth Guimarães comenta o sentimento de ocupar um cargo tão importante: “A capacidade, o dom e o talento vêm dEle. É uma honra ser canal de bênção na vida das pessoas; saber que vidas podem ser alcançadas por nosso intermédio. Jesus não exclui as mulheres. O Reino de Deus e Sua justiça são dos que têm um coração obediente”.

Algumas pastoras estão na IIGD desde muito jovens, cresceram na Palavra e agora a propagam, como é o caso da Pra. Yara de Oliveira. “É um privilégio fazer parte do ministério da IIGD, pois, aos 14 anos, eu achava fascinante as pessoas serem usadas por Deus. Hoje, pregar a mesma Palavra, levar aos ouvintes e seus familiares a mesma consolação com que eu e minha família fomos consolados, por meio da programação e do ministério, não tem preço.”

A Pra. Yara também comenta como é essencial, para a sociedade, presenciar essa abertura que a IIGD oferece às mulheres. “Deus usa quem Ele quer, e da maneira que bem entender, para um propósito maior, que é fazer com que toda a humanidade chegue ao conhecimento de Cristo, o Libertador. Muitos, mediante esse conhecimento, foram e estão sendo libertos; inúmeros casamentos são resgatados e transformados; diversas pessoas são curadas pela fé, entre outras situações que nos mostram o quanto a pregação do Evangelho pode transformar uma nação.”

Jesus conduz a mulher para o centro de Suas reflexões sobre o Reino de Deus em diversas passagens bíblicas, retomando o valor do ser humano, independente de ser homem ou mulher, e mostrando que, para Deus, somos igualmente importantes. Ele não diferencia aqueles que deseja usar, para que todos conheçam Sua Palavra. Quem tem o chamado para pregar as Boas-Novas deve exercê-lo. Ninguém deve negligenciar os dons recebidos do Criador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chave Pix Copiada!

A chave Pix foi copiada para a área de transferência.