Mensagens de hoje | R. R. Soares | O Portal da Igreja Internacional da Graça de Deus
Vivo Para Todo O Sempre
01/02/2023
IIGD concentra grande número de pastoras em suas lideranças
20/03/2023
Vivo Para Todo O Sempre
01/02/2023
IIGD concentra grande número de pastoras em suas lideranças
20/03/2023

COMPARTILHE

Jesus respondeu: Eu não tenho demônio; antes, honro a meu Pai, e vós me desonrais.

João 8.49

Alguns religiosos nunca deixavam Jesus em paz. Quando o Mestre curava alguém, eles retrucavam com dizeres ofensivos a respeito do Salvador. A intenção desses homens era fazer Jesus ser desacreditado entre o povo. Mas essa tentativa fracassou, pois, a cada dia, as pessoas vinham de longe levando seus enfermos, e o Salvador os curava. Com isso, muitos procuravam tocá-Lo, pois saia virtude de Jesus (Lc 6.19). Ele é o mesmo nos dias de hoje (Hb 13.8)!

Os fariseus não deixaram por menos. Ao se sentirem envergonhados por não terem entendido a Palavra que revelou a razão de estarem desalinhados com Jesus, tentaram difamá-Lo. Eles diziam que o Messias tinha um demônio e, pelo príncipe dos espíritos malignos, expulsava-os. Então, de modo claro, Cristo respostou: Eu não tenho demônio; antes, honro a meu Pai. Fora Deus quem Lhe dera o poder para libertar os aprisionados pelas forças das trevas. Essa mesma ordem também nos foi dada (Mt 10.8).

Os religiosos até podem ser boas pessoas, mas, quando veem que alguém não está no grupo deles, passam a agredi-lo. Esse ataque acontece, principalmente, quando o Céu honra o ministério de uma pessoa que vive segundo a ordem divina. O cristão deve ser calmo e educado, mas sempre falar a verdade. Ao agir assim, não deixará formar uma má impressão a seu respeito entre o povo. Ora, quem fala a verdade manifesta a justiça (Pv 12.17), e esta nos defende. 

Algumas vezes, mesmo vendo que as obras realizadas por Jesus eram autênticas, os fariseus e os demais religiosos O acusavam de estar possuído pelo maioral do Inferno. Isso pode ocorrer com quem faz a vontade de Deus. Mas o Senhor defenderá Seus servos, fazendo com que ninguém acredite nos invejosos e mentirosos profetas, os quais são vazios de poder e honra. A pessoa de bem sempre examina e chega à boa conclusão. Deus é fiel!

Para Jesus, toda a perseguição que enfrentava ocorria porque Ele honrava o Pai. Algumas pessoas ficavam cheias de ódio por vê-Lo fazer o que jamais conseguiriam, pois não serviam a Deus. O principal motivo para efetuar a obra é obedecer ao mandamento de Jesus. Os verdadeiros servos jamais se insurgirão contra as ordens supremas do Comandante. Ele governa sobre todos com amor tão especial que se torna inigualável.

Honrar a Deus deve nortear as nossas escolhas. Se vivermos como os religiosos, sem perceber que precisamos glorificar o Senhor em tudo, tomaremos atitudes erradas. Guardar os preceitos divinos prova de que O amamos. Para isso, é necessário cumprir as Suas ordens com todo o coração e todas as forças, sem reclamação. Afinal, as decisões do Senhor são sempre boas. Ele é perfeito!

A recusa dos judeus em aceitar Jesus foi grave. Eles desonraram Aquele que fizera a Aliança com Abraão. Assim, perderam o direito de verem cumpridas em suas vidas as promessas feitas ao seu patriarca e, por conseguinte, a eles também. Quem não honrar o Filho perderá o direito de usufruir das bênçãos provenientes da Aliança!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chave Pix Copiada!

A chave Pix foi copiada para a área de transferência.