Mensagens de hoje | R. R. Soares | O Portal da Igreja Internacional da Graça de Deus
A obediência de Abraão
06/05/2023
A importância da lei da circuncisão
08/05/2023
A obediência de Abraão
06/05/2023
A importância da lei da circuncisão
08/05/2023

O início do patriarcado de Abraão

Foto: Kelli McClintock

COMPARTILHE

E tomou Abrão a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e toda a sua fazenda, que haviam adquirido, e as almas que lhe acresceram em Harã; e saíram para irem à terra de Canaã; e vieram à terra de Canaã. 

Gênesis 12.5

Abraão tinha decidido fazer a vontade do Altíssimo. Se ele tivesse sido um dos fracos deste mundo, quando seu pai morreu em Harã, teria desistido ou feito uma pausa para ver como as coisas ficariam. Os chamados de amigos de Deus se dedicam a fazer tudo o que Ele lhes dá como missão: Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando (Jo 15.14). Ser útil ao Senhor é um grande privilégio que não devemos desperdiçar por nada!

Na verdade, sempre aparecerão motivos para adiarmos a realização da obra divina. O diabo é mestre em querer nos “ajudar”, a ter pena de nós ou nos fazer pensar que ninguém caminhará conosco. Por isso, Cristo alerta quanto à decisão de hesitar em fazer a Sua vontade: Ninguém que lança mão do arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus (Lc 9.62). O Mestre não deixou a opção de não servir a Ele!

O nosso patriarca na fé tomou Sarai, sua mulher, e juntos iniciaram a caminhada proposta pelo Todo-Poderoso rumo à Canaã. Abraão não tinha a experiência de seu pai, mas sabia que Deus jamais iria abandoná-lo. Ele deve ter orado a Deus para que sua esposa estivesse com ele nessa empreitada. Assim devemos fazer por aqueles que vierem para o nosso lado em qualquer tarefa dada pelo Senhor. Ser responsável pelos obreiros é bom!

Abraão levou Ló, seu sobrinho, sob a proteção divina, concedida para guardar a quem estivesse ao seu lado. Certamente, o amor do patriarca pelo filho do seu irmão falecido era grande, mas ser membro da missão do Todo-Poderoso era mais importante. Aqueles que o Senhor nos enviou para ajudar na obra devem ser guardados em oração. Afinal, somos um grupo unido por Deus!

O patriarca tomou também toda a fazenda que havia adquirido ainda em Ur e em Harã; afinal, durante o tempo em que ali ficou, Deus o abençoou, multiplicando os seus bens. Não deixe o que lhe foi acrescentado se perder, porque, um dia, você poderá necessitar daquilo para o Reino dos Céus. A sua fidelidade passa pela igreja onde você deu seus primeiros passos na fé e aprendeu a servir a Deus de modo bíblico. Esse princípio é visto no seguinte mandamento: Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá (Êx 20.12). Então, o que você diz?

As almas acrescentadas ao patriarca em Harã foram ensinadas por ele sobre o temor a Deus. Naqueles dias, havia homens e mulheres comprados no mercado, os quais se tornavam propriedades das famílias. Alguns serviam ao Senhor de todo o coração, como aquele que foi enviado à parentela de Abraão, a fim de que conseguisse uma noiva para Isaque (leia Gênesis, capítulo 24). O servo atuante na obra divina tem valor!

Por serem tementes a Deus, Abraão, Sarai e Ló saíram de Harã em direção ao lugar ordenado pelo Altíssimo. Quem tem o amor divino no coração sabe que precisa cumprir a sua chamada. Para isso, deve orar para saber aonde ir, onde ficar e como proceder. Deus está no comando!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chave Pix Copiada!

A chave Pix foi copiada para a área de transferência.